sexta-feira, 19 de junho de 2015

Resenha O Iluminado

O Iluminado (Stephen King, SUMA de Letras) é um livro que narra a história de como a família Torrance foi parar no assombrado Hotel Overlook em um dos invernos mais rigorosos de todos os tempos. Após conseguir um emprego novo como zelador, Jack  Torrance se muda com sua mulher e seu iluminado filho para o Hotel Overlook. Chegando neste hotel, Danny - o menino iluminado da história - conhece Dick Hallorann, o cozinheiro do hotel que lhe conta coisas a respeito da sua nova casa e também dá conselhos. King - o qual se denominava alcóolatra bem intencionado na época - trás problemas do dia a dia e possíveis situações que pessoas iluminadas podem passar.
Considerado um dos maiores clássicos de todos os tempos, O Iluminado é um livro quente que prende o leitor do início ao fim, com suas passagens de memórias e fatos novos no presente. Para os amantes de thrillers - ou livros de suspense/terror/policial -, King domina a arte de prender o leitor com informações importantes sendo liberada gradativamente.
Diferente de outras obras de King, O Iluminado tem uma pegada voltada para o terror. Porém, como o próprio disse, para que se sinta medo ao ler, precisa-se identificar com o personagem, se importar com ele, por isso muitos não gostam - e por isso evitam - de ler livros desse tipo. Ao final do livro, percebe-se que todas as lacunas que poderiam gerar possíveis falhas na história foram preenchidas, e ainda que por ser eletrizantemente boa, a narrativa - por mais que confusa para quem leia sem prestar a devida atenção - prende do início ao fim com seus enigmas - como por exemplo o que é Redrum, quem é Tony? E o que torna o Hotel Overlook um local "perfeito" para se ter maravilhosos pesadelos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário